fbpx

Tudo o que você precisa saber sobre foliculite

A foliculite, popularmente chamada de “pelo encravado”, é uma doença de pele causada pela infecção nos folículos pilosos – estrutura que sustenta os fios de cabelo e pelos.

A condição não é grave, mas pode ser dolorosa, causar incômodos e até pequenas cicatrizes, já sua aparência é similar a de uma espinha, por isso muita gente acaba a confundindo.

 Embora possa surgir em qualquer lugar do corpo onde haja pelos, as regiões mais vulneráveis ao aparecimento dessas lesões são no rosto, couro cabeludo, axilas, coxas, nádegas e virilha.

Quer saber mais sobre o assunto? Confira esse guia com tudo o que você precisa saber sobre foliculite:

Sintomas

 

Quando superficial, a foliculite só afetada a parte superior do folículo piloso. Nesse caso, os sintomas são menores: pequenas espinhas vermelhas, com ou sem pus; pele avermelhada; coceira e sensibilidade na região. Esse tipo raramente causa complicação grave.

Já quando a foliculite é profunda pode haver formação de furúnculos. Nesse caso, os sintomas são maiores como: áreas inflamadas; lesões elevadas com pus amarelado no meio; sensibilidade e dor intensa.

Causas

 

As causas mais comuns da foliculite são: 

  • Machucados causados ao se barbear;
  • Atrito provocado por roupas muito apertadas;
  • Transpiração excessiva; 
  • Feridas inflamatórias da pele como acne e dermatite;
  • Curativos de plástico ou fita adesiva na pele;
  • Picadas de insetos;
  • Uso contínio de esteróides e antibioticos.
  • Lesões gerais como escoriações e outros.

Tratamento

 

O tratamento varia conforme a causa, tipo e gravidade das lesões. Os casos mais leves costumam responder bem às medidas caseiras, como:

  • Compressas mornas e úmidas várias vezes por dia no local. 
  • Fazer a higiene do local utilizando água morna e sabonete antisséptico;
  • Aplicar pomadas ou cremes de uso tópico com propriedades anti-inflamatórias sobre a lesão;

As foliculites mais graves podem ser tratadas com antibióticos e antifúngicos. No caso dos furúnculos, dependendo do aspecto, o médico poderá drená-los para alívio dos sintomas.

Prevenção

 

No dia a dia, você também pode incluir alguns cuidados na sua rotina para evitar que a foliculite apareça, como:

  • Manter a pele limpa e seca;
  • Após o exercício físico e o contacto com agentes químicos, tomar rapidamente banho ou duche;
  • Evitar roupas apertadas e substâncias que irritem a pele;
  • Evitar cortes durante o ato de barbear;
  • Na presença de lesões da pele, é importante não as coçar, para não agravar;
  • A depilação a laser poderá ajudar a evitar a foliculite em alguns casos;
  • Esfolie a pele sem exagerar na fricção por pelo menos 3 vezes por semana;
  • Evite alimentos muito gordurosos e beba bastante líquido.

Manter a pele hidratada também é essencial para se prevenir contra a foliculite. Usar produtos eficazes como Cicatribem, com frequência pode evitar esse problema e ainda gerar uma barreira de proteção ao corpo.   

Além disso, ele evita o efeito rebote da oleosidade, que pode causar acúmulos de impurezas e, consequentemente, a inflamação dos folículos. Clique aqui para adquirir o seu!

Lembrando que para diagnosticar a foliculite é indicado procurar o dermatologista!

Clique aqui e compre agora o seu com o cupom #BLOG20.

 

Compartilhe esse artigo:

Share on facebook
Share on twitter
Share on telegram
Share on whatsapp
Você também poderá gostar